Show info
Trópico

(41) 4022 3322
contato@tropico.tv

Still_05

Publicado em 3 de abril de 2016


Preto Pálido

Preto Pálido é um curta/média metragem mudo de 22 minutos produzido pela Trópico de Curitiba. O filme, que possui final em aberto, é protagonizado por Antônio (um estudante de medicina em NY) que volta ao interior do Brasil em virtude do falecimento inesperado de sua noiva. Depois de Vereda, filme exibido no 45º Festival de Cinema de Brasília, A Casa do Pântano é o segundo curta de Diego Florentino inspirado na obra de Mario Peixoto, o diretor do único filme brasileiro considerado patrimônio imaterial pela UNESCO, Limite. Ambientado nos anos 1930 o filme foi gravado nas cidades da Lapa, Campo do Tenente e Ponta Grossa onde fica o Parque Estadual de Vila Velha. Esteticamente o filme conversa com o cinema noir dos anos 1960 e com a do expressionismo de 1930. O figurino do filme assinado pela Fernanda Winckler foi inteiramente desenhado para o filme e a direção de fotografia é assinada por Carlos Ebert,ABC conhecido por fotografar filmes de Rogério Sganzerla e José Roberto Noronha. Totalmente sem diálogos a trilha sonora de 22 minutos foi composta pelo catarinense Fernando Nicknich que já trabalhou com o renomado produtor de trilhas de Avatar e Skyfall, Simon Rhodes durante o mestrado em trilhas para audiovisual e outras mídias em Valência na Espanha.
O projeto foi o primeiro curta-metragem aprovado via isenção fiscal da Caixa Econômica de Curitiba e Serra Verde Express.